2017 - O RAIO DE SOL E A PALAVRA

 

O RAIO DE SOL E A PALAVRA

QUERIA SER MAIS COMO O RAIO DE SOL, AQUELE PRIMEIRO FEIXE DE UMA MANHÃ ESPERADA POR ALGUÉM QUE CHOROU A NOITE DEMORADA, ACREDITANDO QUE A MESMA NÃO TERMINARIA NUNCA.

QUERIA SER MAIS COMO O RAIO DE SOL DE FIM DA TARDE, QUE SURPREENDE A NUVEM DENSA, E SE PROJETA SOBRE A CIDADE QUASE ESCURA, DIZENDO: AINDA ESTOU AQUI...

QUERIA SER MAIS COMO O RAIO DE SOL QUE CONTORNA O MENINO NO PARQUE, FAZENDO-O DESCOBRIR AS FORMAS DE SUA PRÓPRIA SOMBRA NA GRAMA VERDE, COMO SE FOSSE OUTRO SER, FORA DELE...

QUERIA SER MAIS COMO O PRIMEIRO RAIO DE SOL DEPOIS DE INTENSA TEMPESTADE: HUMILDE, DISCRETO, EFICAZ E ÚTIL.

QUERIA SER MAIS COMO O RAIO DE SOL, QUE APÓS ESTAR POR ALGUM TEMPO, AINDA PERMANECE, MESMO DEPOIS DE TER IDO, NA FORMA DE CALOR.

QUERIA SER MAIS COMO O RAIO DE SOL QUE PASSA POR ENTRE OS PRÉDIOS DA METRÓPOLE, OUSADO, BUSCANDO FRESTAS, REFLEXOS, PARA ALCANÇAR FINALMENTE O CIDADÃO COMUM NA RUA, NÃO FAZENDO DISTINÇÃO ALGUMA.

QUERIA SER MAIS SOL E MENOS SOMBRA.

MAIS RAIO E MENOS PALAVRA.

 

Andrey Cechelero





(0) Comentários
Nenhum comentário disponível.
Nome: *
E-mail: *
Mensagem: *

*Campos Obrigatórios

destaques

  •  

    15 ANOS DE CARREIRA DE ANDREY CECHELERO

  •  

    Uma seleção de músicas com imagens belíssimas

  •  

    Primeiro livro de Andrey Cechelero - poemas