2015 - DE MÃOS DADAS

 

de mãos dadas

Saiu no jornal. Foi notícia:

Morreram de mãos dadas. 73 anos juntos.

Dois corações, feito relógios antigos e precisos,

resolveram para ao mesmo tempo.

Tic tac, Tic tac, Tic...

Mas os jornais não viram e também não foi notícia,

Que as mãos dadas era duas almas entrelaçadas.

Entrelaçadas assim, feito duas nuvens brancas

que desfilam e flutuam juntas no céu anil.

Porém, que fique claro que eram duas e não uma só.

Sim, porque quando os amores são dois são muito maiores.

Essa história de “tornar-se um só” é fantasia

de poeta desinformado, ou despreparado.

Morreram de mãos dadas...

E não guardaram seu amor a sete chaves.

Guardaram a sete filhos, quinze netos e seis bisnetos.

Deixaram o mundo sorrindo.

 

Chegaram de mãos dadas.





(0) Comentários
Nenhum comentário disponível.
Nome: *
E-mail: *
Mensagem: *

*Campos Obrigatórios

destaques

  •  

    15 ANOS DE CARREIRA DE ANDREY CECHELERO

  •  

    Uma seleção de músicas com imagens belíssimas

  •  

    Primeiro livro de Andrey Cechelero - poemas